Como importar Iphone e eletrônicos

4 (80%) 1 vote

Como-importar-Iphone-e-eletrônicosComo importar Iphone e eletrônicos – Um guia passo a passo!

Não é novidade alguma que, apesar da paixão dos brasileiros pelo smartphone da Apple, poucos são os que podem comprar a última geração do iPhone, e isso por conta dos altos preços que a Apple comercializa seus aparelhos aqui no Brasil. Claro, em função disso, apenas um seleto grupo acaba adquirindo o aparelho.

O fato é que mesmo com a presença de uma persistente crise econômica mundial, o consumo de eletrônicos continua crescendo a cada dia, e assim, produtos como computadores, notebooks, tablets, televisões, video games, além dos smartphones continuam com suas vendas em alta, a despeito de toda e qualquer crise.

Acredite, o Brasil é o segundo maior consumidor de equipamentos eletrônicos do planeta, o que significa um ótimo mercado para quem pensa em trabalhar com importação.

Já é bem conhecido o gosto do brasileiro pelo consumo de produtos eletrônicos de toda a espécie, em especial, aparelhos celulares, como o Iphone.

E não é preciso fazer grandes pesquisas para se certificar disso, basta olhar ao redor e veremos que os eletrônicos são nossos companheiros fieis em qualquer momento e em qualquer lugar, já fazendo parte do dia a dia dos brasileiros, e seja de que classe social for.

Contudo, não podemos fechar os olhos para o fato de que pagamos altos impostos no Brasil, fazendo com que o custo desses produtos seja inviável para o consumidor final, que acaba venda na importação de outros países, como da China e dos Estados Unidos, uma opção.

Porque importar é um bom negócio

video-games-com-importarEntão, principalmente em função dos altos impostos cobrados aqui no país, a importação acaba sendo vista como a melhor solução para a grande maioria das pessoas.

Assim, com preços bem mais acessíveis, produtos de boa qualidade, e claro, originais, sem dúvida, a importação surge como a salvação de quem sonha em ter determinados produtos, mas acaba sendo impedido por conta dos altos impostos.

Isso, sem falar na possibilidade de se importar praticamente de tudo, e nessa lista cabem desde eletrônicos, como notebook, smartphone, videogame, câmera fotográfica, até roupas, maquiagem, acessórios, produtos pet, etc.

De uma forma geral, os brasileiros costumam importar da China ou dos Estados Unidos, e vale a pena, claro, e isso, porque os produtos são adquiridos diretamente na fonte, sem a necessidade de pagamento do serviço a terceiros, e porque há a redução na quantidade de impostos e taxas cobrados.

Para fazer a importação, sem ter problemas e dor de cabeça, é preciso seguir todos os passos do Regime de Tributação Simplificada (RTS), obedecendo suas regras, que são as seguintes:

  • Aqueles que importam produtos de até R$100,00 não precisam pagar nenhuma taxa de juros ou impostos, porém, o destinatário e o remetente devem ser pessoas físicas e a encomenda tem de ser feita por correio;
  • Em encomendas de R$150,00 a R$1.000,00, serão cobradas 60% a mais do valor aduaneiro, somado ao frete;
  • Em encomendas de R$1.000,00 a R$3.000,00 é necessário que o destinatário assine uma Declaração Simplificada de Importação, a qual pode ser feita pela Importa Fácil. A taxa para utilizá-lo é de R$150,00.

Cálculo dos impostos de importação:

Para importações de R$150,00 a R$1.000,00:

Vamos supor que você esteja comprando um produto pelo valor aduaneiro de U$ 149,99 (U$129,99 do produto e U$20 de frete), se o dólar, neste dia, estiver R$ 3,18, o valor que você irá pagar será de R$ 476,97.

Conta: 149,99 * 3,18 = 476,97

Se quisermos descobrir o valor da importação fazemos a conta:

Valor da importação= Valor aduaneiro * 1,60

Para importações de R$ 1.000,01 a R$9.000,00

Aqui, além dos 60% de imposto, é cobrado uma taxa de R$150,00 fixa do ICMS:

Base de cálculo= (valor aduaneiro + valor do imposto de importação) / (1 – 0,18))

Como é feita a retirada do produto

De acordo com o que foi informado pelos Correios, e encomenda é recebida pelo comprador em sua própria residência, para isso, no entanto, é preciso que o produto importado não tenha nenhum imposto para a Receita Federal.

Já, quem adquirir algum produto até R$1.000,00, irá receber uma nota da NTS, feita pela Receita Federal, junto com um aviso, de que após o pagamento dos devidos impostos a mesma estará disponível para retirada na agência indicada.

Mas, se a encomenda tiver valor superior a R$1.000,00, o produto será entregue no Importa fácil dos correios, e o comprador receberá um telegrama com todas as informações sobre como cadastrar a remessa de produtos, assim como, os trâmites necessários para poder fazer a retirada do produto. No entanto, o mesmo só poderá ser retirado após a confirmação do pagamento dos tributos e serviços.

Empresas de entregas internacionais

Empresas-courier-ou-Serviço-PostalAs empresas que realizam entregas internacionais são Fedex, DHL, TNT e UPS.

Vale saber que quer optar em utilizar esses serviços de entregas irá pagar um frete mais alto, por outro lado, compensa o aborrecimento de ter que pagar tudo antes de retirar o produto, pois os juros estaduais e federais já estão inclusos. Além do fato do produto ser entregue na porta de sua casa.

Dicas importantes para quem pretende revender produtos importados

cálculo-de-impostosSe pretende abrir um negócio de vendas de produtos importados, muito bem, você encontrará por aqui um vasto campo à explorar, só vá com calma e pesquise muito antes de investir seu dinheiro.

Portanto, antes de se aventurar no mundo da importação, é preciso que estude muito bem os todas as possibilidades e as constantes mudanças de regras, para evitar que acabe perdendo dinheiro nessa empreitada.

Cuidado com alguns cursos disponibilizados na Internet, ensinando a importar produtos para revender. Muitos deles ensinam métodos como dropship (vender antes de ter o item no estoque), o que nos dias de hoje representa um processo ilegal aos olhos das leis brasileiras, portanto, muita calma nessa hora.

Quem está começando neste negócio precisa pesquisar muito bem fornecedores de confiança nos Estados Unidos, na China ou outras nações poderosas do globo terrestre.

Lembre-se, também, de averiguar para saber se a loja internacional faz entrega para outros países, o que quase nunca acontece. Então, nesse caso, para efetivar a compra será preciso solicitar um serviço de redirecionamento, ou seja, um intermediário.

Esses serviços de redirecionamento são fornecidos por empresas que recebem os produtos comprados nas lojas internacionais e enviam ao endereço dos compradores. Alguns desses serviços, até mesmo, fazem a compra.

Deixe seu comentário