Como calcular taxas de importação

4.8 (95%) 4 votes

Como-calcular-taxas-de-importaçãoComo calcular taxas de importação – Saiba quais os impostos deverá pagar?

Quem trabalha com revendas sabe que, sem dúvida, o mercado de importação é uma excelente opção para empreender e garantir um bom lucro.

Porém, claro, para isso, é preciso contar com um capital inicial para poder adquirir os produtos, por outro lado, o retorno é quase imediato.

É possível optar pela venda direta, abrir uma loja ou comercializar os produtos na internet usando site como o Mercado Livre, por exemplo.

Ou mesmo, é possível criar um site de vendas como Netshoes, Centauro e etc…

Sem dúvida, quem optar por vender pelo Mercado Livre, ou mesmo, criar algum site, tem como vantagem o fato de poder trabalhar em casa, sem custos com local, funcionários ou deslocamentos.

Acredite, dessa forma, o que já era bom, ou seja, com bons resultados, fica ainda bem mais lucrativo e vantajoso.

Porém, nem tudo são flores, é preciso muita calma nessa hora, já que alguns fatores devem ser muito bem analisados quando o assunto é importar produtos dos EUA para revender por aqui, é mais do que fundamental estudar muito bem antes de investir nessa possibilidade.

Mas, o lado bom é que esse é um mercado ainda muito pouc explorado, apesar de existirem muitas lojas vendendo produtos importados, poucas pessoas sabem o quanto é “relativamente” fácil e barato fazer isso e, lucrar muito.

Primeiramente, vale ter em mente que existem dois tipos de importação, e elas são calculadas de diferentes formas:

Importação de pessoa física;

Importação de pessoa jurídica.

Segundo a Receita Federal, a Declaração Simplificada de Importação (DSI) poderá ser utilizada no despacho aduaneiro de bens (art. 3º da IN SRF nº 611/06):

Importados por pessoa física, com ou sem cobertura cambial, em quantidade e freqüência que não caracterize destinação comercial, cujo valor não ultrapasse US$ 3.000,00 (três mil dólares dos Estados Unidos da América) ou o equivalente em outra moeda;

Importados por pessoa jurídica, com ou sem cobertura cambial, cujo valor não ultrapasse US$ 3.000,00 (três mil dólares dos Estados Unidos da América) ou o equivalente em outra moeda.

Cálculo da Taxa de Importação

cálculo-de-impostosInfelizmente, a verdade (que você pode usar a seu favor se pretende trabalhar com produtos importados), é que muitas pessoas deixam de comprar produtos lá fora por não saberem calcular, da forma correta, a taxa de importação. Veja abaixo a fórmula que você deve usar para calcular o quanto você irá desembolsar com os juros da importação.

Imposto de Importação = 60%*(Custo da Mercadoria + Custo do Frete) +ICMS

É importante na hora de calcular o imposto a ser pago é que as encomendas enviadas de pessoa física para pessoa física, com valor de até US$100,00 (cem dólares), ficam isentas de imposto, ou seja, não pagam os 60% de juros em cima da mercadoria.

Porém, muita atenção nessa hora, estamos falando de pessoa física para pessoa física, caso contrário, por exemplo, se comprar uma mercadoria que custa R$20 dólares e vier de uma pessoa jurídica, será taxado com os 60% de juros em cima da mercadoria.

Sendo assim, o ICMS é tirado do valor dos 60% de imposto, o que quer dizer que estão cobrando juros em cima de juros, e isso vai variar de estado para estado, de 17% a 19%.

E se o valor não estiver correto?

Pois bem, caso o dono da encomenda considere ter havido algum erro de cálculo, é possível pedir nos correios a revisão do valor dessa taxa a ser paga, para isso, basta levar a documentação comprovando o valor pago do produto e preencheer um formulário.

Feito isso, a documentação, assim como, o produto, serão enviados para a Receita Federal, que fará a devida análise.

Mas atenção, é imprescindível que o pacote esteja lacrado.

Qual o prazo para pegar o produto?

Após o prazo do pagamento ter vencido, o imposto será recalculado e um novo valor terá de ser pago, em banco ou em qualquer agência autorizada, que, posteriormente, será emitido pelos correios.

Como é feita a retirada?

Se o comprador tiver direito à isenção do imposto de importação, ele receberá sua encomenda no seu endereço.

Se o valor do produto estiver entre US$50 a US$500, você irá receber uma NTS (Nota de Tributação Simplificada), que será emitida pela Receita Federal, juntamente com um aviso da chegada do pacote nos correios.

No próprio aviso estarão todas as informações sobre em que agência encontra-se o pacote a ser retirado, que deve ser sempre na mais próxima à sua casa.

Feito o pagamento, é só pegar o comprovante e ir até a agência buscar o seu pacote.

Porém, caso a encomenda seja de valor superior a US$500 a até US$3000 (dólares norte-americanos), o produto será enviado pelo Importa Fácil dos Correios. Assim que estiver em uma das empresas do correio, que aceitam o Importa Fácil, um telegrama informativo será enviado à pessoa jurídica compradora do produto, para cadastrar a remessa e começar os trâmites legais para ter o direito de resgatar os produtos, que foram comprados no exterior.

Após pagar todos os juros, é só ir até a agência dos Correios indicada no telegrama, onde um dos profissionais irá conferir e, só então, poderá retirar sua encomenda.

Empresas courier ou Serviço Postal?

Empresas-courier-ou-Serviço-PostalOutra questão que quem pretende trabalhar com importação de produtos precisa ficar atento são as opções de frete, existindo dois tipos de fretes internacionais: o frete que utiliza o serviço dos Correios e o frete oferecido por empresas particulares de encomenda expressa (empresas courier), tais como Fedex, UPS, DHL, TNT e similares.

A única desvantagem de utilizar as empresas  courier é que não existem isenções de cobrança, nem mesmo para remédios e livros. Mas em alguns casos específicos ainda fica muito mais barato do que comprar no Brasil.

Por isso, a dica é fazer sempre uma simulação, antes de comprar qualquer produto lá fora, já que muitas vezes, o barato pode sair caro.

Vale saber que o serviço postal, vulgo Correios, é direcionado para cobrir a demanda da rede nacional de encomendas, e é ligado à Receita Federal e, devido a isso, as taxas podem ser mais altas do que seriam, se cobradas por uma empresa courier, sem falar na famosa lentidão do serviço.

Calcule as taxas online

Com a alta constante do Dólar, sem dúvida, a melhor forma de calcular suas taxas é online é através do site http://www.tributado.net/  pois a taxa de troca do dólar está sempre atualizada, facilitando muito na hora de fazer os cálculos, que também são automáticos, quando são feitos no próprio site.

Deixe seu comentário